TJ MANTÉM A BOA FASE E JUSTIÇA FEDERAL SURPREENDE A OAB

Surpresa. Surpreende. Surpreendente. Nome e expressões derivadas que mais têm sido escritas na resenha no ano de 2018.




A SEA do barão Mamu Vermelho segue em vôo de cruzeiro.

A cada rodada um episódio a deixar ainda mais admirável o campeonato. Em alguns casos, a deixar pasmo e incrédulo o mais fiel dos coroinhas. 

Com isso chegamos a última rodada e, matematicamente falando, somente a SEA está classificada. E dela já é a primeira colocação, pois, ainda que o Real Natal vença os Piratas por 4 gols e empate no número de pontos, a SEA terá mais vitórias. Ninguém mais poderá alcançar a "poderosa".

Entrarão em campo brigando por três vagas na última rodada o Real Natal, o TJ, a OAB-Master, a AMARN/AMATRA e a Justiça Federal. E o profeta não arrisca a fazer qualquer profecia. Como se diz na gíria do futebol, "o bicho vai pegar" na rodada de sábado. "Haja coração!!!", como diz aquele chato que é unanimidade nacional.

A resenha de hoje será espírita, pois não estive presente na ASTRA 21 neste sábado. Mas a Kolluna tem seus correspondentes. O problema é filtrar as emoções na hora de receber a informação e poder separar o que é real e o que é empolgação do jogador/repórter.

No primeiro jogo, o TCE abriu o placar no primeiro ataque, com menos de um minuto de bola rolando e fez lembrar a blitz que aplicou na AMARN/AMATRA. Assim como as blitzes do DETRAN que agora não tem mais Stevenson, a do TCE também perdeu a eficácia. O TJ, verdadeiramente, se arrumou e está na mais completa ascensão. Houve certa polêmica no gol de empate, marcado de pênalti, por Carlos "Bago", com reclamação do TCE de que a bola já havia saído antes do cruzamento para a área. O árbitro não marcou e confirmou a penalidade máxima. A partir daí o Tribunal perdeu as contas, trocadilho infame para o vareio de gols levados nesse jogo, que somados ao jogo passado são doze. Com o resultado de hoje fica o TCE sem quaisquer possibilidades de brigar por uma vaga nas semis. Agora é pensar no segundo turno.

Na partida final a JF jogava sua possibilidade de se manter viva no primeiro turno e a OAB vinha para apagar a derrota na última rodada contra a SEA. Em condições normais, diriam os especialistas que seria um jogo com mais possibilidade para os causídicos do que para os "justiceiros". E a OAB saiu na frente com Tales, procurando renascer a sua alcunha que o imortalizou na ASTRA 21, "o maravilha". Gol meio sem querer, mas valeu. Prenúncio de uma vitória folgada. Mas a JF voltou a jogar com a sua dupla que, na visão da Kolluna, é o dínamo e o motor na engrenagem da equipe: Túlio e Gustavo.  Não que os demais não tenham sua participação. Seria até desrespeitoso e antipático. Os demais dão sua contribuição e também merecem destaque. Mas com eles em campo o jogo flui e as jogadas acontecem. 

A JF soube jogar com os advogados. Esperou, "cozinhou", acreditou e foi cirúrgica nos arremates a gol. Do outro lado, Patrício voltou a fazer uma partida como aquelas que o consagrou no gol do Meia Boca e fez pelo menos três milagres. A OAB, que agora incorporou o nome Master a sua denominação, começou o campeonato bem, de forma equilibrada, com partidas tranquilas e com boa participação numérica de seus componentes. Porém, de uma hora para outra a carruagem virou abóbora e o desequilíbrio tomou conta outra vez da equipe. Já são três jogos sem vitória. E isso fez a equipe decair na tábua de classificação, só não estando fora dos quatro melhores colocados porque a AMARN/AMATRA também vem claudicando há quatro rodadas. Caberá aos seus próprios membros encontrar o "sapatinho de cristal" e colocar o time no ponto de equilíbrio e encontrar as vitórias que necessita para chegar as semis e uma possível final. 

Enfim. As partidas do próximo sábado são "imperdíveis", como costuma dizer aquele radialista quando quer anunciar uma atração. Rodada cheia, com jogos pela manhã e tarde. OAB-Master x TCE já pode ser definidor de uma vaga caso aos advogados vençam bem. Ou complicar sua vaga em caso de tropeço. A SEA joga classificada em primeiro lugar e pode ressuscitar os juízes, ou afundá-los. O empate deixa a AA dependendo de resultados. Pausa para o almoço e à tarde temos o que prenuncia um jogão: TJ x JF será jogo para cardíacos. O Real fará uma partida mais relaxada, pois sabedora dos demais resultados poderá administrar o jogo. Parece que até a tabela ajudou a dar mais emoção na última rodada. Boa sorte a todos!!! Que se classifiquem os melhores.

 

Coluna do Kolluna

1 - Na semana das mães, a homenagem da ASTRA 21 a equipe do TCE, a verdadeira mãe do ano, pois conseguiu fazer até mesmo com que os Piratas deixassem a eterna posição de lanterna do campeonato;

2 - Aliás, as últimas derrotas não foram muito bem digeridas lá pelas bandas da Getúlio Vargas. A Kolluna recebeu informações que o próprio presidente estará presente no próximo sábado a avaliar a performance da equipe. Uma responsabilidade a mais para Diego e seus comandados;

3 - Que arrancada essa do TJ!!! Nos três primeiros jogos não fez nenhum ponto, fez três gols e levou dezesseis. Nas três últimas partidas fez oito pontos, quinze gols e sofreu três. É o que a bíblia chamou de mudança da água para o vinho;

4 - E a bola premiou a uma das figuras mais icônicas do futebol da ASTRA 21: Augusto "Superior", homem forte da JF, no alto das suas cinquenta e sete primaveras fez o gol que fechou o caixão da OAB no jogo de ontem;

5 - Sidinaldo "Bolt" (TCE) mudou de camisa. Largou a 11 e usou a 44. Mas o resto do time calça 40;

6 - No jogo entre OAB-Master e Justiça Federal um reencontro amistoso. Túlio (JF) e Tales (OAB). O "general" Túlio, como já apelidei em alguma resenha atrás e o "tenente" Tales, infante pé preto. Colegas de Salesiano e de peladas infanto-juvenis, voltaram a se encontrar no campo da ASTRA 21, e fizeram questão de registrar o momento em redes sociais. É o nosso campeonato atingindo seu intuito. Fazer amigos e rever amizades. Não é só futebol;    

7 - Em época de pré-copa do mundo, o resultado de 7x1 entre JF x TCE foi, no mínimo, curioso;

8 - De todas as partidas do próximo sábado, a terceira, TJ x JF será a mais dramática, pois conforme os resultados da manhã, até mesmo uma vitória de três pontos pode deixar os "justiceiros" fora da semis;

9 - Algumas curiosidades do primeiro turno até agora. Só a OAB-Master esteve entre os quatro semis na classificação de todas as seis rodadas. A Amarn/Amatra saiu dos primeiros quatro colocados exatamente na sexta rodada. O TJ somente chegou entre os quatro na última rodada. A JF foi a única equipe que em nenhuma rodada esteve entre os quatro primeiros;

10 0 Seguindo nossas revelações sobre as curiosidades do futebol, hoje vamos mostrar como surgiu a expressão "olé". No fim dos anos 50, o Botafogo de Garrincha e Nilton Santos jogava no Maracanã contra o América/MEX. O Fogão vencia o jogo e os mexicanos passaram a apelar, com entradas mais desleais. Garrincha e Cia começaram a tocar de primeira, envolvendo o adversário, fazendo com que a torcida começasse a gritar "olé" a cada toque, lembrando as touradas mexicanas.

Confira a Classificação, Cartão, Artilharia e Tabela, acessando aqui.



Clique aqui para voltar.

COMENTÁRIOS

FAÇA O SEU COMENTÁRIO